Consultório odontológico: passo a passo de como montar o seu

Montar um consultório odontológico particular requer planejamento. É preciso conhecer o mercado, saber quanto precisará investir, quais os documentos necessários e as normas a serem seguidas, quais os equipamentos e como fazer uma gestão odontológica efetiva.

Tempo de leitura: 12 minutos

O sonho de grande parte daqueles que tornam-se profissionais em Odontologia é montar seu próprio consultório odontológico. Esse é, portanto, um passo grande a ser dado e, como toda iniciativa audaciosa, exige muito planejamento, determinação e decisões certas.

O mercado de Odontologia tem alcançado resultados muito animadores nos últimos anos. De acordo com o Conselho Federal de Odontologia (CFO), ele movimenta 38 bilhões por ano, sendo um dos setores de trabalho com mais destaque atualmente. Além disso, nove a cada dez brasileiros acreditam ser muito importante ir ao dentista regularmente e 72% das pessoas fazem visitas anualmente.

É por essas e outras razões que o desejo de abrir um consultório de Odontologia é tão presente na vida de muitos profissionais da área, mas é preciso ir devagar com as pretensões.

Consultório odontológico passo a passo de como montar o seu
Consultório odontológico: passo a passo de como montar o seu!

Uma pessoa que escolhe a carreira de dentista precisa considerar que, para montar seu próprio consultório odontológico, são necessárias habilidades de gestão e estratégias financeiras. Dessa forma, conhecer os principais cenários, preparar-se para investimentos consideráveis e ter segurança em cada passo que for dar são necessidades fundamentais.

Para ajudar você nessa missão, preparamos um passo a passo que aborda planejamento financeiro, análise de mercado, gestão do consultório, despesas e estratégias de marketing, por exemplo, além de muitas outras coisas importantes para o sucesso da sua clínica.

Conheça o mercado para consultório odontológico

Montar um consultório odontológico pode ser uma iniciativa muito arriscada se você não conhecer de modo suficiente o mercado onde irá atuar. Imagine, por exemplo, um consultório que ofereça serviços odontológicos em um local com centenas de clínicas com o mesmo tipo de atendimento.

A concorrência é uma das principais questões que você precisa considerar, mas é fundamental também conhecer o perfil dos clientes que você vai atender para concluir se sua especialidade irá contemplá-los.

Em suma, sua pesquisa de mercado precisa levar em conta seus concorrentes e público-alvo. Considere, portanto, as seguintes questões para montar um consultório odontológico com segurança:

  • Qual é o seu público-alvo e qual tipo de especialidade mais atende suas necessidades?
  • Quantos consultórios com atendimento semelhante ao seu funcionam na região?
  • Quais estratégias de marketing esses negócios utilizam? Seu orçamento é suficiente para se nivelar a essas estratégias?
  • As clínicas com as quais você irá competir oferecem serviços de qualidade? Você é capaz de competir com elas, mesmo começando do zero?
  • Quais os diferenciais que seu consultório pode oferecer?

Com as respostas para essas questões em mente será muito mais fácil ter garantias de que você está no caminho e no mercado certo.

Defina os serviços oferecidos em seu consultório odontológico

Como já destacamos aqui, o seu público-alvo e os seus serviços devem estar ligados. Mas, para garantir ainda mais estabilidade para o seu negócio, é importante um atendimento abrangente, na medida do possível.

Os serviços que você vai oferecer irão depender da sua especialidade, mas nada impede também que você estabeleça parcerias ou sociedade com outros profissionais que possam atender no seu consultório.

Desse modo, considere que é muito mais cômodo para o paciente ter vários tipos de serviços odontológicos em um só lugar. Além disso, isso aumenta a procura por atendimento em sua clínica e consequentemente o lucro do negócio e seu desenvolvimento.

Algumas das principais especialidades odontológicas e serviços que as clínicas odontológicas costumam oferecer são:

  • Ortodontia;
  • Dentística;
  • Periodontia;
  • Endodontia;
  • Implantodontia;
  • Prótese dentária;
  • Odontopediatria

Escolha a localização ideal para seu consultório odontológico

A localização é um fator que tem grande influência no sucesso de qualquer negócio. Entretanto, não basta escolher um local com bastante movimento e circulação de pessoas, já que o principal elemento a se considerar é se o seu negócio atende às necessidades das pessoas que habitam e circulam naquela área.

Quanto ao fluxo de pessoas, ele não deixa de ser importante, por isso, será muito vantajoso se você conseguir abrir seu consultório dentro de estabelecimentos comerciais, como coworkings, prédios e shoppings.

Não deixe de considerar ainda que a localização precisa ser boa para os pacientes, com facilidade de acesso ao transporte público, principalmente metrôs. É ideal também que os clientes não encontrem dificuldades para acessar a clínica de carro e nem problemas para estacionar.

Documentos necessários para abrir uma clínica

Tendo definido a localização do seu consultório, você irá precisar cumprir os processos legais e burocráticos. Assim, uma das exigências é se submeter às análises e registros dos órgãos públicos e conselhos.

Por isso, para facilitar, o ideal é que você contrate serviços jurídicos e de contabilidade, para receber todas as orientações sobre as exigências e obrigações fiscais (ou tributárias) e comerciais, além de leis trabalhistas e todas as demais questões legais associadas ao desempenho do seu negócio.

Tenha muito cuidado, no entanto, para não deixar passar nada que no futuro possa gerar multas ou punições legais. Dependendo do caso, um consultório pode até ter suas portas fechadas por não cumprir a lei.

A ANVISA, Agência Nacional de Vigilância Sanitária criou a Resolução – RDC nº 50, de 2002, que dispõe sobre um regulamento técnico para planejamento, programação, elaboração e avaliação de projetos físicos dos estabelecimentos de saúde. Desse modo, uma leitura desse documento deve ajudar a você a se manter dentro da lei.

Fique atento também à documentação que você terá que providenciar para montar seu consultório odontológico e colocá-lo em funcionamento:

  • Documentação na Junta Comercial;
  • Registro no Conselho Regional de Odontologia (CRO);
  • CNPJ;
  • Cópia autenticada do RG e CPF;
  • IPTU do imóvel;
  • Cópia do Contrato de Locação ou Compra e Venda;
  • Alvará de funcionamento.

Dependendo do estado ou cidade, outros documentos podem ser exigidos.

Organize a estrutura do seu consultório odontológico

Depois de ter o seu espaço definido e todas as exigências legais para o seu funcionamento seguidas, você deverá cuidar da estrutura do seu consultório. Essa parte é muito importante porque envolve aspectos fundamentais que não podem ser negligenciados.

Locais que prestam serviços de saúde devem prezar pela ordem, higiene e organização e é justamente para isso que a ANVISA estabelece normas para o funcionamento desses locais. No caso dos consultórios odontológicos, essas regras definem que as clínicas devem ter os seguintes ambientes:

  • Sala de espera para pacientes e seus acompanhantes;
  • Sanitários para uso dos pacientes;
  • Depósito de Material de Limpeza (DML);
  • Central de Material Esterilizado (CME).

Para que seu consultório funcione ainda melhor, você pode criar outros ambientes como os relacionados abaixo. Eles não são obrigatórios, mas facilitarão muito o trabalho.

  • Sala para processos administrativos;
  • Depósito de equipamentos e materiais;
  • Banheiro para os funcionários;
  • Copa ou refeitório.

Equipamentos para montar um consultório

A aquisição dos seus equipamentos e insumos precisa estar baseada em uma previsão orçamentária e é claro, na necessidade. Dessa forma, é preciso muito cuidado para não sair comprando muitas coisas e acabar assumindo dívidas com as quais você tenha dificuldade de lidar.

Para que isso não aconteça, faça um relatório com tudo o que você vai precisar comprar e inclua na lista gastos com elétrica e hidráulica, que são inevitáveis.

Garanta primeiramente o que é básico e leve tudo em consideração: equipamentos de informática, aparelhos e equipamentos odontológicos, mobiliário, itens de decoração, entre outros.

Depois das definições das compras, pesquise muito sobre a qualidade dos produtos e equipamentos, além dos preços, obviamente. Não se esqueça que o custo benefício deve ser sempre considerado.

Uma boa dica para essa etapa é fechar parcerias, até porque, muitos produtos terão que ser adquiridos com frequência e ter um fornecedor fixo te dá chances de pagar mais barato ou obter descontos.

Por fim, mantenha-se sempre atualizado sobre todas as novidades em equipamentos, produtos e insumos e esteja frequentemente em contato com fabricantes e seus promotores de venda para não perder nada do que é novo.

Listamos abaixo alguns dos equipamentos, aparelhos e mobília básicos que você precisará ter ao montar um consultório odontológico. Confira!

  • Ar-condicionado;
  • Cadeira odontológica;
  • Aparelho de radiografia intra/extraoral;
  • Pia para lavar materiais;
  • Equipamentos de proteção individual;
  • Toalhas e materiais descartáveis;
  • Iluminação adequada;
  • Poltrona de espera;
  • Aparelhos telefônico e linhas;
  • Acesso à internet;
  • Bebedouro;
  • Material de escritório;
  • Material de banheiro;
  • Materiais odontológicos em geral;
  • Televisão;
  • Armários;
  • Software de gerenciamento odontológico.

Tenha um software de gestão odontológica

Com um trabalho tão extenso e tantos detalhes para se preocupar, é crucial que o seu consultório odontológico possa contar com os serviços de um software de gestão odontológica.

Essa ferramenta tem a função de otimizar a gestão da sua empresa, dentro das necessidades contábeis e administrativas: ele disponibiliza relatórios, organiza e personaliza sua agenda de trabalho, realiza pagamentos e auxilia até no controle de estoque.

Em outras palavras, o software odontológico oferece todo suporte que o seu consultório precisa para ter tudo funcionando com agilidade e eficiência, dentro de padrões da mais absoluta segurança.

O acesso a software odontológico em nuvem, por exemplo, pode ser feito de qualquer lugar, basta ter um aparelho com conexão segura à internet.

Decoração do consultório odontológico

Não deixe de levar em conta ainda que a decoração e toda a aparência do seu consultório serão as primeiras coisas que os pacientes irão observar quando adentrarem o espaço. Desse modo, o visual da clínica será o seu cartão de visitas e você precisa cuidar bem dele.

Considere as cores e o papel de parede do consultório em cada ambiente, o formato dos móveis e os objetos de decoração. Permita, assim, que seus pacientes se sintam confortáveis e seguros ao perceberem que estão em um local que foi especialmente planejado para fazer com que eles se sintam bem.

Organize boas estratégias de marketing

Se o seu negócio é novo você precisa fazer com que as pessoas o conheçam, não é mesmo? As boas estratégias de marketing são determinantes para o sucesso do seu consultório porque é através delas que você irá atrair os pacientes.

As ferramentas de marketing digital têm sido as mais eficientes atualmente e nesse caso você pode contar com site, redes sociais, e-mail marketing, blog, entre outros.

Existem algumas plataformas de anúncios patrocinados que pode ajudar bastante na divulgação da sua clínica. Você pode contar com o Facebook e o Instagram, por exemplo, que são as redes sociais mais populares hoje em dia e possuem essa alternativa.

Nesse primeiro momento, mostre através dos seus anúncios quais são os serviços que seu consultório oferece e as vantagens que os pacientes terão ao procurar por ele.

Contratação de funcionários

Seus funcionários serão as pessoas que, junto com você farão o negócio andar. Por isso, escolha bem quem irá te auxiliar.

Faça as contratações de acordo com as leis trabalhistas e escolha o número de funcionários, segundo o tamanho do seu consultório e demanda de atendimento.

Além disso, defina com cautela salários, jornada, folgas, escalas e faça uma seleção criteriosa do seu time. De um modo geral, para uma estrutura básica de um consultório odontológico, você irá precisar de recepcionista, auxiliar de saúde bucal e secretária (para a parte administrativa).

Para ajudar na seleção, você pode contar com empresas de recrutamento e seleção, que darão todo o suporte no que diz respeito ao anúncio das vagas, seleção e escolha dos candidatos.

Quanto investir para montar um consultório de dentista?

Com tanta coisa para considerar, provavelmente você deve estar se perguntando quanto custa montar e abrir um consultório odontológico completo.

A abertura de uma clínica odontológica exige um investimento considerável. De acordo com o Sebrae, abrir um consultório de pequeno porte deve levar o profissional a investir cerca de R$ 65 mil a R$ 100 mil.

Conclusão

Com tantas informações e detalhes você pode estar imaginando que montar um consultório odontológico é difícil demais. Mas não há motivos para duvidar de que essa é uma tarefa possível se você fizer o devido planejamento e puder contar com ferramentas que auxiliem o seu trabalho.

Siga todos os passos sem pular nenhuma etapa e não deixe a ansiedade atrapalhar ou fazer com que você se precipite. Lembre-se sempre que todo começo é difícil, mas com muita determinação, disciplina e boas estratégias é possível alcançar cada objetivo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *