Gestão financeira para dentistas: eficiência em poucos passos

Gestão financeira é uma divisão da gestão administrativa. Numa clínica ou consultório odontológico também é essencial dar atenção a essa gestão. Para isso, ao fazer gestão financeira, o dentista deve preocupar-se em registrar fluxo de caixa, entradas e saídas, além de outras demandas financeiras.

Tempo de leitura: 6 minutos

A educação financeira é essencial para tomar decisões estratégicas, afinal são muitos números para lidar: receitas, despesas gerais, taxas, impostos, reembolsos de seguros e muito mais. Mas, em poucos passos, é possível fazer uma completa gestão financeira para dentistas!

Como dentista profissional liberal, você pode estar acostumado com a papelada e gerenciamento de dinheiro que vêm com sua contabilidade anual e contas fiscais, mas gerenciar seu negócio é muito mais fácil com bons sistemas para dentistas.

Você pode fazer isso desenvolvendo um relatório diário, por exemplo. Por isso, este post vai apresentar passos viáveis para que você possa atingir seus objetivos financeiros, implementando uma gestão saudável.

A imagem contém uma assistente de dentista de cabelos curtos nos ombros e escuros. Ela segura um papel e uma caneta e parece fazer anotações neste papel. Ao fundo, em desfoque, está sendo realizado um atendimento na sala de atendimentos.
Gestão financeira para dentistas em poucos passos.

O que é gestão financeira?

Gestão Financeira é o planejamento, direção, monitoramento, organização e controle dos recursos financeiros de uma empresa. Dessa forma, o escopo e os objetivos associados à gestão financeira são:

  • Manter suprimento suficiente de fundos para a organização;
  • Utilização ótima e eficiente dos fundos;
  • Criar oportunidades reais e seguras para investir.

A importância da gestão financeira para dentistas

gestão financeira é um dos aspectos mais importantes em todos os negócios. Por isso, nas clínicas odontológicas não é diferente.

Desse modo, para iniciar ou mesmo administrar um negócio de sucesso, você precisará de conhecimentos em gestão financeira (ou seja, o processo de planejamento, direcionamento e controle dos recursos financeiros).

Dicas para dentistas sobre gestão financeira

Gestão financeira pessoal e profissional

O primeiro de tudo é saber sempre para onde vai o seu dinheiro. Você pode e deve usar benchmarks para identificar formas adequadas de otimizar a produção, coleções, despesas maiores e menores.

Uma vez que as finanças do consultório são direcionadas para onde devem ir ou poderiam ir, é preciso revisar suas declarações de renda para saber para onde o dinheiro está indo. Além disso, alinhe adequadamente as prioridades financeiras: necessidades, desejos e economias.

Por fim e mais importante, é necessário que você saiba separar as finanças pessoais das do consultório. Assim, manter entradas e saídas registradas é uma ótima forma de ter controle sobre as finanças pessoais e do consultório.

Planejamento e gestão financeira

Acompanhar métricas importantes é outra dica. Portanto, fique por dentro de suas finanças diárias e mensais, acompanhando importantes métricas de negócios que afetam seus lucros.

Assim, um dos dados mais importantes a se prestar atenção é o seu P&L (demonstrativos de lucros e perdas). Alguns dados, por exemplo, que afetam seu P&L e nos quais você também deve prestar atenção são os seguintes:

  • Despesas fixas: despesas que não mudam mês a mês (contas de serviços públicos, aluguel / hipoteca, pagamentos de empréstimos etc.);
  • Despesas variáveis: despesas que podem mudar com base em sua produção mensal (contas de laboratório, contas de suprimentos, pagamento de pessoal etc.);
  • Estatísticas do paciente: algumas delas incluem novos pacientes por mês, número de pacientes atendidos a cada dia e taxa de cancelamento;
  • Número de novas consultas vs. número de novos compromissos agendados;
  • Produção médica e de higiene por hora;
  • Contas recebíveis.

Controle financeiro (fluxo de caixa)

Uma das principais ações que os dentistas recomendam para administrar as finanças de um consultório é a contratação de um especialista financeiro, de preferência com experiência específica no consultório odontológico.

A maioria dos dentistas não é especialista em finanças – então, como você pode saber como administrar seu dinheiro da maneira mais eficiente possível? Ter um contador especializado em Odontologia para orientá-lo durante a criação do seu negócio e durante os primeiros anos é realmente benéfico.

Além disso, use um software odontológico. Mesmo que você tenha um contador para aconselhá-lo sobre questões financeiras, ainda precisa fornecer a eles os dados concretos de que eles precisam para avaliar as finanças de sua clínica.

Usando o software certo, você pode rastrear facilmente despesas, receitas e outras informações financeiras para fornecer ao seu contador uma visão precisa de sua receita e resultado.

Cálculo de hora-clínica

Para fazer o cálculo da hora-clínica, trazemos duas formas. Mas antes é preciso atentar-se a algumas variáveis que vão ser essenciais para o cálculo. Fazer relatórios constantes sobre a constância no número de pacientes, os lucros obtidos e gastos de cada tratamento é um exemplo.

Assim, vamos para as fórmulas:

1ª Fórmula:
soma das despesas com estrutura da clínica ÷ quantidade de horários disponíveis para atendimento = valor da hora clínica
2ª Fórmula:
preço de funcionamento (soma das despesas) ÷ número de pacientes fiéis (mensalmente) = valor hora base
Continuação 2ª Fórmula:
valor da hora base + custos do tratamento por paciente (média mensal) -> custo do tratamento (material + mão de obra)

O valor cobrado, no entanto, deverá gerar algum lucro, além de permitir que algum diferencial na prestação de serviços da clínica possa ser implantado. Esse valor também deve considerar os concorrentes.

Dicas bônus!

  • Invista em coisas que aumentem sua receita. É verdade que é preciso gastar dinheiro para ganhar dinheiro. Por isso, Invista em tecnologia e melhorias nas instalações.
  • Forme relacionamentos com pacientes recorrentes, oferecendo-lhes descontos em alguns serviços. Você obterá referências desta forma. Dessa forma, faça os pacientes felizes e aumente a visibilidade da sua clínica, tanto online quanto offline!
  • Retribua à sociedade participando de eventos de caridade na comunidade, voluntariado etc. As pessoas notarão você e virão para sua clínica como resultado.
  • Invista em uma equipe de qualidade – dentistas e profissionais atenciosos e qualificados que realmente se conectem aos pacientes e os façam sentir-se respeitados.
  • Divulgue o seu serviço online, prestando atenção especial ao SEO local para que as pessoas em sua área que estão pesquisando os serviços odontológicos que você oferece o encontrem.

Curso de Gestão Financeira

Torne-se expert na gestão financeira da sua clínica! Cliente EasyDental tem acesso gratuito a Universidade EasyDental. Nela, nossos alunos têm acesso a todos os cursos da plataforma, incluindo o curso Gestão Financeira e Contabilidade para Dentistas.

Se você é cliente EasyDental, clique aqui para fazer seu login, e aproveite nossas aulas! São gratuitas e dedicadas com carinho a você que está sempre acompanhando as novidades da EasyDental!

Conclusão

É importante reconhecer que essas estratégias não são arbitrárias, mas sim projetadas para definir metas financeiras. Os dentistas devem, portanto, equipar-se para fazer a boa administração da sua clínica.

Desse modo, escolher o melhor software odontológico para o seu consultório é apenas o primeiro passo para melhorar sua gestão financeira! 

Seu próximo passo é entrar em contato com a EasyDental. Automatize sua comunicação, controle sua agenda pelo celular, tenha uma gestão financeira completa, integrada com tratamentos, e muito mais! Teste já o software odontológico gratuito por 7 dias!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *