Guia – Como abrir uma clínica odontológica?

Este post visa explicar as principais fases de abertura de uma clínica odontológica. Para saber mais, fique conosco até o final e boa leitura!

Tempo de leitura: 7 minutos

Sabemos que abrir uma clínica odontológica é praticamente o desejo de qualquer dentista. Mas também sabemos que não é uma tarefa fácil.

O profissional precisa estar disposto a desenvolver um planejamento, onde ele possa analisar o mercado local com bastante cautela, pois é assim que ele estará ciente a respeito da concorrência, além de se atentar a toda parte burocrática de abrir uma empresa.

Passo 1 – Conheça o mercado odontológico

Primeiramente, você está iniciando a jornada de empreendedor na área odontológica, certo? Então você precisa estudar a concorrência. Sim, isso mesmo. Será necessário, que você analise o que está sendo oferecido pelos profissionais da área.

Dito isso, o setor pode estar saturado de profissionais que ofertam o mesmo tipo de serviço, então é bom você conhecer o mercado odontológico e saber qual será o seu diferencial.

Para realizar a análise de mercado, você pode listar alguns questionamentos:

• Existem quantas clínicas odontológicas na localidade que escolhi?

• Qual a estratégia de divulgação utilizada pela concorrência?

• Qual será o diferencial da minha clínica odontológica?

• Nessa localidade tem carência de que tipo de atendimento odontológico?

• Quanto a concorrência está cobrando pelos serviços?

Agora que você já sabe sobre a etapa de análise de mercado e concorrência, você começa a se encaminhar para abrir o seu consultório odontológico.

Passo 2- Requisitos para abrir uma clínica odontológica

Ao identificar o mercado e o serviço oferecido pelos profissionais de odontologia locais, precisamos atender os pré-requisitos necessários para abrir um consultório, que vai desde a localização da clínica até quais equipamentos serão necessários.

Localização da clínica

Quando vai se montar um consultório, seja ele odontológico ou qualquer outro tipo, é necessário verificar qual será a sua localização. Montar uma clínica em uma região com bom movimento e de fácil acesso é essencial.

Dependendo da sua clientela, você precisa escolher uma localização que facilite a locomoção dos seus pacientes, lembre-se que para você ter lucro, tudo vai depender de quanto está disposto a investir, certo?

No entanto, antes de qualquer coisa, você precisa se atentar se a região é segura, se é de fácil acesso com vagas para estacionamento, se a localização favorece ao público específico, se possui acessibilidade, entre outros fatores que serão relevantes conforme a sua demanda.

Atente-se ao fato de que toda cidade possui um bairro que concentra centros comerciais, centros clínicos e serviços de saúde. É exatamente nesta área que você pode encontrar uma clínica ou consultório para estabelecer seu negócio.

Além disso, é importante ficar atento ao valor do aluguel, calcular todas as despesas e receitas, porque um consultório odontológico requer organização financeira.

Documentação necessária

Primeiramente, você tem a opção de escolher se sua empresa será uma sociedade limitada (LTDA) ou uma Empresa Individual de Responsabilidade Limitada (EIRELI).

Além disso, você precisará estar registrado no Conselho Regional de Odontologia do seu Estado, aproveite para tirar dúvidas sobre como proceder o registro na sua região, mas as demais documentações burocráticas são:

• Realizar o cadastro como Pessoa Jurídica (CNPJ);

• Precisará se cadastrar na Caixa Econômica Federal para realizar o recolhimento de INSS e FGTS;

• Solicitar o alvará para a Vigilância Sanitária Municipal e será necessário: realizar o pagamento de uma taxa, além de pormenorizar os serviços ofertados e mostrar a comprovação de que a clínica está de acordo com as normas sanitárias.

• Laudo de aprovação pelo Corpo de Bombeiros;

• Realizar inscrição no Cadastro Nacional de Estabelecimento de Saúde;

• Se inscrever em uma empresa que realize coleta de lixo hospitalar;

• Caso utilize aparelhos de Raios X odontológico, é necessário ter o laudo radiométrico.

Além de todas as exigências legais com INSS, aluguel do consultório, IPTU e ISS (impostos do município), e todas as contas que são necessárias para manter um estabelecimento, como por exemplo: conta de energia e água. Juntamente disso, também é bom estar ciente, que será necessário arcar com as taxas de tributação do Imposto de renda

Equipamentos necessários

Depois de toda parte burocrática, vem a parte de compras para o consultório odontológico. Será necessário que você compre alguns itens básicos para montar seu estabelecimento, como cadeiras odontológicas, aparelho de radiografia, negatoscópio e fotopolimerizador, compressor, entre outros equipamentos.

Além disso, é importante fazer o orçamento dos móveis que serão necessários para o consultório, como sofás e cadeiras. Sempre levando em consideração os itens que serão necessários para um bom atendimento aos seus pacientes.

Leia também: Biossegurança e a evolução dos EPIs na Odontologia

Passo 3- Como abrir uma clínica odontológica

Realize um plano de negócios

O intuito de se realizar um plano de negócios, é para que você consiga verificar como está sendo seu desempenho durante sua jornada com o consultório odontológico.

Este plano irá demonstrar o desempenho do consultório odontológico de acordo com o mercado. Será através desse documento que você poderá estabelecer os objetivos que você deseja alcançar com o seu serviço.

Detalhando sobre os serviços e clientes, e os pontos fracos e fortes do seu consultório, lhe possibilitando identificar os erros e acertos do seu negócio, antes de ser colocado em prática no mercado.

Equipe de funcionários

Para que uma clínica odontológica funcione da melhor forma, irá depender da equipe de funcionários. Sempre é melhor que seja uma equipe pequena, mas que seja comprometida, do que uma grande e não possua identificação com sua marca.

Tendo isso como base, a quantidade de funcionários irá depender da necessidade do seu consultório, levando também em consideração o tamanho e sua condição financeira.

Desta forma, para uma clínica odontológica de pequeno porte, será necessário dentista, auxiliar de dentista, auxiliar de limpeza e um ou dois recepcionistas.

Serviços odontológicos e público a ser atendido

É muito importante que você estabeleça quais serviços você irá prestar para o seu público, de acordo com o SEBRAE, uma clínica odontológica pode atender pacientes de diversas classes sociais.

Sendo possível oferecer vastas especialidades de serviço no mercado, assim atendendo uma ampla clientela.

Nesse sentido, atrair o público mais carente da sociedade com um atendimento a preços populares pode ser um diferencial no mercado.

Contudo, você também pode investir em especializações, atendendo um público com maior condição financeira, uma vez que esse grupo pode investir em serviços mais especializados e mais caros.

Fornecimento e estoque de material odontológico

Poucos dentistas pensam a respeito do fornecimento e estoque de material odontológico ao montar um consultório. Não possuir uma logística para comportar os materiais clínicos pode ser um prejuízo, pois aumenta a intensidade com que se solicita material do fornecedor, aumentando os gastos.

Ao se alcançar uma estabilidade no fluxo de cliente, você passa a ter uma suposição do quanto gasta mensalmente com cada material, sendo assim, para que você tenha mais eficiência na frequência do fornecimento, é quando se adota o controle de estoque.

Através desse gerenciamento de estoque dos materiais de Odontologia, se torna possível a redução de gastos que não são necessários, investindo apenas em matérias que são de fato importantes.

Por último, e não menos importante, algo importante a ser feito, é estar em contato com os fornecedores antes mesmo de abrir sua empresa. Evitando que haja imprevistos quando seu consultório estiver ativo, uma vez que, você já tem todos os contatos necessários.

Gostou das dicas? Agora que você já sabe um pouco mais sobre como abrir um consultório odontológico, acesse o nosso site e descubra ainda mais sobre o assunto!

1 comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.